A importância do cinto de segurança - XMultas Blog

Os dispositivos de segurança são muito importantes no nosso dia a dia. A preocupação com a integridade dos motoristas e passageiros é uma constante no desenvolvimento de veículos e as inovações surgem a cada dia. Por isso, o XMultas preparou um artigo sobre a importância do cinto de segurança no seu carro. Confira!

Infelizmente, já nos deparamos com situações em que um acidente deixou vítimas fatais porque os passageiros não estavam usando o cinto de segurança. Mesmo com a obrigatoriedade prescrita em lei e a forte propaganda feita pelos órgãos governamentais, muita gente ainda deixa de usar esse equipamento essencial.

O objetivo deste artigo é justamente despertar nos nossos leitores a ciência de que o cinto de segurança não é um acessório secundário e que deve sim ser utilizado sempre, até mesmo quando você vai à padaria da esquina.

Muitos acidentes de trânsito acontecem todos os dias. Seja por distração, imperícia, negligência ou mesmo interferências externas como buracos na pista e condições climáticas, as colisões e capotamentos fazem parte do risco de dirigir. Mas é por isso que foram criados os dispositivos de segurança: para salvar vidas. E é importante reconhecer a importância de usar um desses dispositivos, especialmente o cinto de segurança!

Cinto de segurança através do tempo

O primeiro cinto de segurança foi patenteado em 1895, nos Estados Unidos. Considerando que os primeiros automóveis a vapor surgiram em 1769 e o nascimento do automóvel moderno foi em 1876, criado por Karl Benz, na Alemanha, foram décadas de muita insegurança, em que a maioria dos acidentes, mesmo os de menor impacto, tinham alta probabilidade de fatalidade.

No início, o cinto de segurança era atado ao próprio acento. Foi só em 1958 que surgiu o cinto de segurança do tipo abdominal, preso na estrutura do veículo. No ano seguinte, criaram o cinto de três pontas, um grande avanço no quesito segurança.

Considerando os estudos sobre diminuição do impacto final do acidente sobre os ocupantes do veículo, a invenção e aprimoramento do cinto de segurança foi imprescindível para a diminuição da mortalidade no trânsito.

De lá para cá, a importância desse acessório só aumentou. Pesquisas das grandes montadoras e de organismos internacionais também demonstram a importância do cinto de segurança, que reduz em 45% as chances de fatalidades nos acidentes e até 50% a probabilidade de lesões graves.

Numa colisão em que o carro trafega a 40 km/h, o motorista pode ser lançado violentamente ao para-brisa ou arremessado para o lado de fora. Alguns condutores pensam que podem minimizar o impacto segurando firmemente no volante. Isso não funciona porque a força dos nossos braços é ineficaz a uma velocidade acima de 10 km/h.

E, veja bem, que o cinto deve ser usado não só para a sua própria proteção, mas para a dos outros também, incluindo passageiros e pedestres (ao ser arremessada, a pessoa pode cair sobre alguém passando na rua).

Veja o impacto impressionante demonstrado no vídeo a seguir.

 

 

Riscos do uso incorreto

Mas de nada adianta usar o cinto de segurança se não for do jeito correto! Isso porque é possível que alguns ferimentos leves e graves possam ocorrer pelo uso impróprio do cinto de segurança, como o sufocamento, por exemplo.

Podemos citar como exemplo o fatídico caso do jogador de futebol Dener, que morreu em 1994, após um acidente de carro no qual ele era passageiro. O motorista do veículo bateu contra uma árvore e o jogador, que estava deitado no banco do passageiro, sofreu o esmagamento da laringe pelo cinto de segurança, que estava na posição incorreta de uso, morrendo imediatamente por asfixia.

O vídeo abaixo mostra uma reportagem da Rede Globo explicando a utilização equivocada do cinto de segurança.

 

 

Então, não se esqueça de ajustar corretamente o cinto de segurança. Como? É simples: a posição do ponto lateral superior deve cobrir o peitoral, sem encostar na garganta. Os cintos devem ser afivelados e ajustados conforme o tamanho do usuário.

Penalidades pela não utilização do cinto

Agora que você já conhece a importância do cinto, veja o que você pode perder se alguém que está no seu carro deixa de utilizá-lo. Na realidade, as autoridades de trânsito impõem normas que obrigam o uso cinto de segurança nos veículos automotivos. O valor da multa é alto e a infração é considerada grave. São R$195,23 de prejuízo financeiro e 5 pontos na carteira de habilitação.

Ou seja, não importa se você é o motorista ou um passageiro no banco dianteiro ou um passageiro no banco traseiro: deve usar o cinto de segurança sempre! Senão, além de colocar todos em risco, essa infração pode causar a você perda de tempo e dinheiro. E muito desconforto...

Lembre-se ainda de que, segundo o art. 261 do Código de Trânsito Brasileiro, se você somar 20 pontos no período de 12 meses, terá sua Carteira de Habilitação Nacional (CNH) suspensa.

Agora, se você já tem uma multa indevida por falta de uso do cinto de segurança, utilize o XMultas e tenha o seu recurso personalizado em poucos minutos. Depois, é só imprimir, assinar e enviar o documento para o órgão de trânsito competente!

Perigo também no banco traseiro

Geralmente, pessoas que se sentam no banco traseiro não utilizam o cinto de segurança. Isso é bastante comum, mas é um erro muito grave e perigoso.

Em um acidente, passageiros sem cinto de segurança no banco traseiro de um veículo podem se tornar verdadeiros projéteis humanos. Em situações extremas, podem ser arremessados para fora do veículo ou até mesmo ferir ou matar aqueles que estão sentados nos bancos da frente do veículo.

O próximo vídeo mostra bem a importância do uso do cinto de segurança no banco traseiro.

 

 

Passageiros de táxi, Uber e demais serviços de transportes também devem sempre utilizar o cinto de segurança no banco traseiro. Alguns motoristas mais atentos costumam avisar o passageiro dessa necessidade, mas infelizmente ainda não é uma prática adotada pela grande maioria dos viajantes. Basta reparar nos carros em trânsito a quantidade de pessoas sem cinto de segurança no banco traseiro.

Que tal verificar se está usando cinto de segurança antes de sair de casa como o veículo? O seu futuro vai agradecer esse cuidado.

Atenção especial com as crianças!

Cuidados extras devem ser tomados quando crianças estiverem no veículo. É fundamental que todas estejam usando o cinto de segurança!

Os pequenos tendem a ser mais ativos: se não estiverem afivelados, ficam se movendo e brincando dentro do veículo. Isso pode ser muito arriscado por ser causa de acidentes e por aumentar exponencialmente os riscos de ferimentos.

Além do óbvio risco envolvido, deixar crianças sem cinto de segurança é uma infração punível de forma especial pela legislação. De acordo com o artigo 168 do Código de Trânsito Brasileiro – CTB, é proibido “transportar crianças em veículo automotor sem observância das normas de segurança especiais estabelecidas neste Código”. A infração é gravíssima e punível com multa no valor de R$ 293,47 e 7 pontos na CNH.

Além disso, crianças com menos de sete anos e meio de idade devem estar em uma cadeirinha especial ou assento de elevação, específicos para a idade, altura e peso do respectivo usuário. Diferentes idades pedem cadeiras diferentes.

Lembre-se: utilizar o cinto de segurança pode realmente fazer toda a diferença!

Outras considerações sobre a importância do cinto de segurança

Além das questões acima, listamos abaixo algumas considerações importantes sobre como o uso do cinto de segurança podem salvar a sua vida:

Defesa contra acidentes

Usar o cinto é a melhor defesa contra riscos de acidentes na estrada e na cidade, como os provocados por motoristas alcoolizados, agressivos ou distraídos, as colisões acidentais ou mesmo má condições da pista ou climáticas. Mesmo que o seu veículo se envolva em um acidente, a utilização do cinto de segurança pode manter os passageiros seguros, evitando projeções fatais.

Trabalho conjunto com o airbag

Mesmo que o seu carro tenha airbags, também é necessário usar o cinto de segurança porque os dois acessórios são idealizados para trabalhar em conjunto. Em um acidente, mesmo que um airbag seja acionado automaticamente, a sua força e seu impulso podem ferir ou até matar. Portanto, cuide bem da manutenção de todos os dispositivos de segurança.

Uso constante

Não importa a idade ou condição física, se está sentado na frente ou no banco traseiro, o uso de cinto de segurança é obrigatório para evitar tragédias. De mulheres grávidas a crianças, todos devem estar seguramente instalados dentro do veículo.

Ajuste correto ao corpo

Os cintos de segurança são ajustáveis. Portanto, regule o seu para uma melhor posição, de acordo com seu tamanho, deixando-o na altura do peitoral, distante do pescoço. Muita gente não percebe, mas há ajuste de altura do cinto de segurança, localizado na ponta mais alta. Essa adequação deve ser feita de forma correta para evitar que, em caso de ocorrência de acidentes, o cinto de segurança possa causar ferimentos ou sufocamento aos ocupantes do veículo.

Busca de informações

Em caso de dúvidas específicas sobre o cinto de segurança do seu veículo, consulte o manual ou procure o fabricante ou a concessionária mais próxima. Não deixe para depois, pois se ele tiver algum defeito, você pode correr sérios riscos.

As estatísticas mostram que cintos de segurança salvam vidas. Considerando os ocupantes dos bancos da frente, o uso do cinto de segurança reduz em 45% os riscos de lesões fatais e em até 50% o risco de lesões moderadas a críticas. Para os que estão na parte traseira do veículo, os cintos de segurança são 73% mais efetivos na prevenção de fatalidades.

Evite acidentes e multas. Utilize sempre o cinto de segurança! E, se mesmo assim, por descuido, acabou levando uma multa, você pode recorrer. Clique aqui e prepare já o seu recurso com XMultas! É rápido, fácil e barato. E você não tem dor de cabeça.

Agora, você já sabe a importância do cinto de segurança para a sua vida e de todos os seus familiares. Quer saber mais sobre este e outros temas relacionado a multas e penalidades vigentes no Brasil? O XMultas sempre tem excelentes conteúdos exclusivos e facilidades para você. Curta nossa página no Facebook e acompanhe nossos artigos!

tags: cinto de segurança, importância, recurso de multa, multa de trânsito


Comentários: