Quer algumas dicas para dirigir com segurança? - XMultas Blog

Dirigir com cuidado é essencial. De fato, o conhecimento sobre direção defensiva é necessário para evitar contratempos e até prejuízos na sua empresa. Para quem gere a frota, ou até mesmo para os colaboradores, sempre é bom relembrar as dicas para dirigir com segurança.


Isso é importante, porque não basta apenas o conhecimento do motorista a respeito das normas de trânsito, é preciso aplicá-las corretamente a ter atenção a outros fatores para evitar acidentes e, quando inevitável, tentar garantir a ocorrência mínima de danos.


Para te ajudar, preparamos algumas dicas de direção segura neste post. Acompanhe!

Evite altas velocidades


As vias têm limites de velocidade fixados, para garantir a segurança de todos os veículos e também dos pedestres, por isso, trafegar em velocidade compatível é fundamental para impedir acidentes.


Quanto maior a velocidade, menor será a estabilidade, o que torna mais difícil para o motorista realizar manobras necessárias para evitar perigos, como animais na pista, acidentes ou problemas causados por outros veículos. Tudo isso é agravado se a via estiver molhada — como veremos mais adiante.


Não se esqueça, ainda, que quanto maior a velocidade em caso de acidente, maiores serão os riscos aos passageiros e de danos materiais. A multa por excesso é pesada e pode resultar em acúmulo de pontos na carteira dos motoristas da frota. Além de prejuízo para a empresa.

Faça rastreamento da frota


No tópico anterior, falamos sobre a importância de respeitar os limites de velocidade para evitar multas e acidentes. Uma forma de aumentar o controle do gestor nesse aspecto é utilizar a tecnologia de rastreamento nos veículos para saber se os condutores trafegam na velocidade compatível com a via.


Além disso, o rastreamento permite mapear a localização dos carros e conferir se os roteiros do dia foram cumpridos e, para o caso de roubo ou furto, o gestor poderá fazer o bloqueio do veículo. Logo, essa tecnologia faz com que os motoristas se tornem mais responsáveis ao volante e ainda aumenta a proteção do patrimônio da empresa.

Use o cinto de segurança


O uso de cinto de segurança por todos os ocupantes do veículo é fundamental. Para garantir a segurança, é importante não utilizar pastilhas no cinto e mantê-lo em boas condições de conservação, para garantir o bom funcionamento e que ele não machucará os passageiros em caso de acidentes.


Em um veículo particular, por exemplo, é preciso utilizar as cadeirinhas ou elevações se estiver transportando crianças, de acordo com o tamanho, além de observar as normas em relação à idade para transporte no banco dianteiro.


Em todos os casos, a utilização do cinto mantém os passageiros seguros e evita projeções para fora do carro, que podem ser fatais. Além de evitar grandes impactos e movimentações, mesmo dentro do veículo.

Mantenha uma distância segura do veículo da frente


Essa distância é importante para que o motorista tenha tempo para frear e evitar colisões com o veículo da frente em caso de acidentes, paradas bruscas ou outros problemas.

O ideal é tentar calcular pelo menos 3 segundos de distância, tomando por base algum ponto de referência da estrada, para garantir que o seu carro conseguirá frear completamente quando necessário, sem causar acidentes.


Em caso de baixa visibilidade, pista molhada ou chuva, esse cuidado é ainda mais importante! Essas situações já trazem um risco maior ao tráfego, portanto, manter distância dos veículos é essencial para evitar acidentes.

Ultrapasse com segurança


A manobra de ultrapassagem requer especial atenção do motorista: é preciso ter cuidado e verificar se nenhum outro veículo vem na pista contrária, além de garantir o espaço necessário para a manobra. Sempre utilize as setas, para indicar aos demais motoristas o que pretende fazer.


Quando for ultrapassar, verifique os retrovisores, mantenha certa distância do carro da frente e olhe, com cuidado, os movimentos da outra pista. Ainda, é importante lembrar que essa manobra deve ser feita apenas em locais com boa visibilidade — evite curvas ou subidas, por exemplo — e em que seja permitida pelas normas de trânsito!


Ao reparar que outros motoristas estão iniciando manobras para ultrapassar o seu veículo, você deve manter ou diminuir a velocidade para auxiliar na ultrapassagem. Não acelere: isso dificulta a conclusão da manobra e pode causar acidentes!

Redobre a atenção com neblina ou baixa visibilidade


A baixa visibilidade, seja com neblina, falta de iluminação na via, chuva forte ou fumaça são fatores de risco. Nessas situações, o condutor precisa ter especial atenção ao trafegar. Diminuir a velocidade e não ter pressa são atitudes essenciais para garantir a segurança.


Não ultrapasse nem se aproxime dos outros veículos. Mantenha o farol baixo aceso e, caso seu automóvel possua faróis de neblina, ligue-os também — não use o farol alto, pois ele reflete na neblina, dificultando a visão. Isso é importante para a sua segurança e para garantir que os outros motoristas visualizem o seu carro.


Se as condições para continuar trafegando estiverem muito complicadas, procure um posto ou outros pontos seguros para parar o veículo, pois não é recomendado parar no acostamento devido à baixa visibilidade. Contudo, caso não tenha alternativa, procure estacionar o mais distante possível da pista e não se esqueça de ligar o pisca-alerta.

Tenha cuidado com a chuva


Se puder evitar, o ideal é não dirigir com chuva, considerando os riscos de aquaplanagem, inundações e outros problemas que causam a perda de controle do veículo e provocam acidentes.


Contudo, se for necessário continuar o trajeto, principalmente devido aos prazos e compromissos da empresa, é importante redobrar a atenção e cuidados. Diminua a velocidade e evite acelerações, freadas ou mudanças de direção bruscas, tendo em vista que o carro fica mais instável nessas situações e o motorista poderá perder o controle.


Em caso de existirem poças d'água, o ideal é reduzir consideravelmente a velocidade, engatar uma marcha forte e manter constante até passar. Segure firme o volante do carro e preste atenção nos veículos da frente e atrás, para evitar colisões.

Faça manutenções preventivas na sua frota


O uso constante dos veículos causa um desgaste natural nas peças e altera a regulagem de diversos componentes. Para evitar danos maiores, o acompanhamento regular da situação da frota ajuda a corrigir os defeitos antes que eles aconteçam. E isso resulta em maior segurança para os condutores e demais pessoas no trânsito.


Essa análise periódica é conhecida como "manutenção preventiva". E, ao contrário dos reparos emergenciais e caros (manutenção corretiva), a análise regular ajuda o gestor a se prevenir de contratempos e, consequentemente, reduzir os custos inesperados na empresa.

Revise os itens básicos dos veículos


Além da manutenção preventiva, é importante que você não esqueça de realizar as revisões obrigatórias dos itens básicos dos veículo da sua empresa. Conferir o nível do óleo do motor, a água do radiador — aquela verificação que os frentistas costumam oferecer enquanto abastecem —, o estado de conservação e a calibragem dos pneus ajuda a garantir que o carro não apresentará nenhum problema ou risco ao tráfego.


Também verifique os documentos do carro para evitar qualquer problema com fiscalizações e faça uma checagem da condição dos equipamentos obrigatórios — estepe, macaco, extintor, etc.

Conheça a pontuação de cada motorista


Muitos gestores se preocupam em verificar a pontuação na CNH dos condutores apenas para evitar a perda do documento — que resulta em menos profissionais disponíveis na frota. Contudo, uma análise das infrações anteriores ajuda a direcionar esforços para reduzir situações futuras que exponham a riscos os condutores e demais pessoas na via.


Ao conhecer o comportamento dos motoristas e suas principais falhas, você poderá oferecer dicas e treinamentos de segurança na sua empresa — aprofundaremos neste assunto, no próximo tópico.

Ofereça treinamentos aos motoristas


Aumentar a qualificação dos colaboradores é fundamental para que eles entendam a importância da condução responsável. Nesse sentido, organizar um treinamento de direção defensiva na sua empresa pode ajudar a corrigir os pontos fracos dos motoristas e reduzir as chances deles se envolverem em acidentes ou receberem multas.


Cabe ressaltarmos que a abordagem precisa ser objetiva e focar nas metas do negócio. Portanto, se o intuito do treinamento é aumentar a segurança dos condutores, evite planilhas muito complexas ou assuntos que extrapolem o tema. Isso tende a confundir e até mesmo desviar a atenção dos colaboradores.

Obedeça à sinalização e às leis de trânsito


Placas, semáforos, cruzamentos, lombadas: todos esses itens são de atenção obrigatória do motorista para evitar acidentes. Ainda, alguns itens já explicados aqui, como a necessidade de revisão dos itens básicos do carro, uso do cinto de segurança e condições de ultrapassagem, por exemplo, quando não observados configuram infração de trânsito.


Para todos esses casos, o proprietário do veículo — no caso a pessoa jurídica — poderá ser multado e o condutor precisará ser apontado nos órgãos de autuação para receber a pontuação correspondente na CNH. Cabe ressaltarmos que a não identificação do condutor resultará em multas cumulativa para a empresa, a chamada "multa NIC", que aumenta o prejuízo para a empresa.


Lembre-se: em qualquer situação, é preciso ter muita atenção e foco para garantir o atendimento às leis de trânsito e condições para realizar manobras defensivas e evitar acidentes, quando necessário. Ao seguir essas dicas para dirigir com segurança e repassá-las aos motoristas da sua frota, você evitará diversos problemas para condutores, pedestres e para a sua empresa.


Se quiser acompanhar nossas atualizações e outras dicas como estas, siga as nossas páginas nas redes sociais: estamos no Facebook, Instagram e Twitter!

tags: dirigir com segurança, dicas de trânsito, xmultas


Comentários: