4 dicas para avaliação de desempenho dos motoristas da sua empresa - XMultas Blog

Um dos fatores decisivos no crescimento de sua empresa é a avaliação de desempenho dos funcionários. Afinal, todo gestor precisa confiar em sua equipe para delegar funções que reduzem custos operacionais e aumentam a produtividade. E não pense que esse processo faz parte apenas de grandes corporações. Nada disso!

O monitoramento detalhado dos colaboradores se mostra indispensável em todos os tipos de negócios com perspectivas de ganhar espaço no mercado segmentado. Dentro desse contexto, o objetivo deve ser ir além daquelas planilhas engessadas que tratam todos de forma impessoal.

Quer saber mais? Vamos mostrar 4 dicas essenciais para acompanhar de perto o seu time de motoristas e usar os resultados em melhorias corporativas. Acompanhe:

1. Cuidado com os veículos

Todo mundo sabe que os carros são o principal instrumento de trabalho em uma frota comercial. Por isso, a forma como o funcionário cuida do patrimônio da empresa faz muita diferença em sua postura como profissional. Comece o processo interno de avaliação observando as condições de higiene do veículo e os critérios básicos de manutenção.

Claro que existem pessoas especializadas para cuidar da parte mecânica. Porém, se o colaborador tiver uma boa noção, já consegue fazer os reparos emergenciais. Esse tipo de estímulo ajuda a aumentar proatividade diante dos imprevistos e é meio caminho andado na hora de cumprir as demandas com eficiência.

Outra questão importante envolve o gasto com combustível. A empresa precisa calcular se a quantidade do tanque está condizente com o roteiro de entregas estipulado. Caso exista qualquer divergência, o comportamento do motorista deve ser questionado conforme as regras estipuladas pela gestão.

2. Pontualidade no cumprimento de prazos

Uma empresa sem horários rigorosos tende a perder espaço para a concorrência no mercado. De fato, o cumprimento de prazos é a primeira coisa que os clientes procuram no momento de fechar negócio.

Imagine só perder uma entrega importante porque um motorista errou o caminho ou parou indevidamente em algum lugar. Seria muito difícil explicar uma situação assim a um contratante, não é mesmo? Dessa forma, fique de olho no cronograma de trabalho e, especialmente, em possíveis reclamações de atrasos que afetam a credibilidade.

No entanto, você deve evitar extremismos para não criar um clima prejudicial. Em alguns momentos, torna-se necessário ter índices de tolerância com acidentes ou outras eventualidades que fogem ao controle dos motoristas.

3. Facilidade para trabalhar em equipe

Mesmo que os motoristas passem a maior parte do tempo no trânsito, trabalhar em equipe é essencial para garantir a eficiência operacional. Quando todos os colaboradores compreendem o papel da empresa no nicho de atuação, o retorno positivo se torna apenas uma questão de tempo.

Além disso, a habilidade em lidar com pessoas também se mostra como uma parte importante do serviço. Em diferentes situações é preciso argumentar com clientes, outros motoristas e até fiscais durante o trajeto. O foco corporativo, nesse caso, deve ser avaliar se o colaborador possui a confiança necessária para resolver esse tipo de situação.

4. Atenção no trânsito

Um motorista descuidado pode manchar a imagem do seu negócio de maneira irreversível. Com isso, inspirar confiança ao volante é um dos critérios de avaliação mais importantes para um gestor. Saiba que um acidente com o veículo corporativo — se provocado por negligência do motorista — é interpretado como situação grave aos olhos do público com impacto direto no caixa.

A falta de atenção no trânsito também se transforma rapidamente em acúmulo de multas e deve ser encarada como um alerta vermelho em relação ao comportamento do colaborador. Para evitar esse tipo de prejuízo, acompanhe de perto a conscientização da equipe em relação a segurança e incidência de multas por negligência. Lembre-se que a própria empresa deve montar um cultura educacional com a intenção de preparar seus motoristas para os desafios do trabalho.

Agora você já sabe como fazer uma avaliação de desempenho dos motoristas. O grande segredo está em ter plena confiança em sua equipe de trabalho para delegar funções e se dedicar integralmente às funções de gestor. Com pessoas qualificadas no quadro operacional, se torna mais simples desbancar a concorrência ao oferecer um serviço completamente otimizado.

Gostou das informações deste artigo? Identificou pontos importantes ao seu negócio? Então, veja também 4 dicas de treinamento para os motoristas profissionais.

tags: Avaliação de desempenho


Comentários: