Afinal, como saber se a lona de freio está gasta e deve ser trocada? - XMultas Blog

A manutenção adequada de um carro é indispensável para a segurança dos passageiros. Isso inclui reconhecer os sinais de que algo está errado. E é sobre como saber se a lona de freio está gasta que vamos falar hoje! 

O sistema de frenagem de um veículo é um dos componentes mais importantes para evitar e prevenir acidentes. Por isso, todas suas peças precisam funcionar em sua melhor forma. 

Quer entender o funcionamento do sistema e como perceber seus desgastes. Então, siga com a leitura! 

Saiba como funciona o sistema de frenagem

Antes de falar sobre a lona de freio, é importante entender que papel ela desempenha na frenagem. O que acontece é que os automóveis em sua maioria possuem freios a disco nas rodas dianteiras e freios a tambor na traseira. 

Nos freios a tambor, o processo de parada acontece quando as lonas de freio entram em contato com esse tambor. O acionamento do sistema acontece por meio de um circuito hidráulico ou pneumático, variando de acordo com o modelo do carro. 

Com o passar do tempo, o que acontece é um desgaste natural causado pelo constante atrito entre as partes. Fabricantes costumam apontar o prazo de 50 mil quilômetros para fazer uma troca preventiva de lonas. No entanto, dependendo dos hábitos ao volante, essa substituição precisa ser feita antes.

Aprenda como saber se a lona de freio está gasta 

O ponto de partida de qualquer prevenção é ficar atento a qualquer mudança durante a direção. Quando danificadas, as lonas de freio tendem a comprometer o poder de frenagem do carro.

Quando há desgaste, surgem sinais como:

  • atraso na parada ao frear;
  • rangidos metálicos durante a frenagem;
  • falta de estabilidade ao acionar os freios;
  • dificuldade em manter o automóvel parado usando o freio de mão. 

Embora a duração das lonas seja baseada pela quilometragem, é possível conservá-la por meio da direção defensiva. Evitar freadas bruscas, por exemplo, reduz a sobrecarga no sistema como um todo. É importante também usar freios auxiliares quando necessário e não forçar a embreagem, cuidando das trocas de marcha. 

Entenda o que fazer para não extrapolar os prazos de troca 

Além de cuidar dos sinais de desgaste, cabe ao motorista sempre seguir os prazos de troca indicados pelos fabricantes. Como a substituição varia de acordo com os componentes, uma boa maneira de não extrapolar as datas é anotar as principais modificações feitas no veículo. 

Existem aplicativos bastante eficientes que contribuem para otimizar esse processo. Será possível, por exemplo, marcar também quando foram feitas trocas de óleo, de pastilhas de freio, entre outros. Sua segurança só tem a ganhar com esse tipo de cuidado. 

Além de aprender como saber se a lona de freio está gasta, é importante realizar também manutenções preventivas regularmente. Agende revisões em sua concessionária ou oficina de confiança em média a cada 6 meses ou 10 mil quilômetros rodados. Cuidar dos freios é cuidar da sua segurança e dos seus passageiros.

Quer controlar os gastos do seu carro na palma da mão e anotar o momento certo de trocar as peças — além de acompanhar toda a burocracia veicular? Então baixe o aplicativo do XMultas para iOS ou Android agora mesmo!

tags: Como saber se a lona de freio está gasta


Comentários: