Saiba como separar despesas pessoais das contas da empresa - XMultas Blog

Entender como separar despesas pessoais das contas da empresa pode ser um verdadeiro desafio, principalmente quando se trata de um negócio menor e familiar. No entanto, é importante frisar que a mistura de gastos individuais e corporativos pode levar seu projeto à falência.

Muitas vezes, os gestores acabam utilizando os recursos da negócio para quitar dívidas particulares. Isso acontece porque, geralmente, pequenos e microempresários não contam com um planejamento claro, que mostre o quanto de recursos pertence à pessoa jurídica e à física.

Para você não cair nessa armadilha, ensinamos abaixo como separar as despesas pessoais das contas da empresa. Confira!

Não faça a gestão das despesas pessoais na empresa  

Você é do tipo que precisa resolver um monte de pendências da empresa em casa? E às vezes também acaba tendo que solucionar alguns problemas particulares no trabalho? Pois saiba que é assim que a confusão começa.

Por isso, nada de pagar um fornecedor por meio da sua conta pessoal e muito menos quitar a escola das crianças com a conta da empresa. É muito importante fazer a separação dos gastos para que os resultados do negócio não sejam mascarados. Afinal, como é possível medir lucros ou prejuízos se não houver controle de tudo o que entra ou sai?

Outro exemplo comum é o uso do carro da empresa para compromissos pessoais e vice e versa. O correto a ser feito nesse caso é atribuir a despesa corretamente. Por exemplo, se você usa seu próprio veículo para transportar produtos da companhia, o ideal é “cobrar” da companhia as despesas com manutenção, combustível ou até mesmo aluguel.

Em contrapartida, se usa o carro da empresa para atividades particulares, também deve descontar o valor referente aos custos do carro do seu próprio salário. O mesmo se aplica ao uso de telefone, internet ou qualquer outro recurso corporativo, inclusive mão de obra.

Tenha contas-correntes separadas

Concorda que fica muito mais difícil de separar os gastos individuais dos da empresa se você só tiver uma conta-corrente para tudo? Por isso, o recomendável é que tenha uma para a pessoa física e outra para a jurídica.

Não se trata apenas de uma questão de organização: misturar patrimônios de pessoa física e jurídica não é adequado e pode lhe trazer problemas junto ao fisco e complicações contábeis. Separar as contas também facilita a comprovação da sua renda própria, o que ajuda na hora da declaração do Imposto de Renda  

Defina o seu pró-labore

Um dos principais erros dos empresários é acreditar que todo o dinheiro que entra na companhia, os pertence. Na verdade, o negócio precisa de renda própria para se manter, da mesma forma que o gestor precisa de um salário, ou o pró-labore.  

O pró-labore nada mais é do que o valor estipulado para a sua remuneração, ou seja, para cobrir seus gastos pessoais. Ele serve para organizar tanto as finanças do gestor — que saberá o quanto pode gastar com contas individuais — quanto da empresa — que registrará o pró-labore do dono como uma despesa administrativa, por se tratar da remuneração da diretoria.

Identifique quais das suas contas devem ser pagas pela empresa

Se você também vende sua mão de obra, nada mais justo do que receber os benefícios de um contratado, certo? Portanto, se o negócio oferece plano de saúde corporativo ou vale refeição, esses custos não são responsabilidades suas enquanto pessoa física, mas sim da empresa.

No caso de uma empresa que possui frota, por exemplo, há também a questão dos gastos com multas de trânsito, que podem ser pagas pela companhia ou pelos motoristas, dependendo de sua política de frotas. Em casos como esse, é preciso documentar de forma clara quais custos pertencem a quem. Assim, não sobram dúvidas sobre as responsabilidades financeiras.

Aprendeu como separar as despesas pessoais das contas da empresa? Essa é uma prática muito importante, que está diretamente ligada ao sucesso do negócio. Lembre-se sempre de ter contas separadas, definir seu pró-labore e identificar os custos que são de responsabilidade da companhia.

Você já conhece nossa Newsletter? Assine e receba conteúdos exclusivos no seu e-mail!

tags: Como separar despesas pessoais das contas da empresa


Comentários: