Documentos para blindados: saiba como regularizar a documentação obrigatória - XMultas Blog

A crescente violência em diversas regiões tem afetado também a frota nacional. Em 2018, segundo a Abrablin (Associação Brasileira de Blindagem), houve um aumento de 15% no número de carros que receberam blindagem. Para regularizar esses veículos, é preciso ficar atento aos documentos para blindados, que exigem um cuidado extra.

Embora não seja uma alteração aparente — como acontece com os rebaixados, por exemplo —, se trata de uma modificação que precisa seguir uma legislação rigorosa. E é sempre essencial manter a documentação do carro em dia. Entenda melhor a seguir!

Como funciona a legislação para carros blindados

Até 2017, era preciso seguir a resolução 298/2008 do Contran, que exigia um registro especial da empresa que realizava a blindagem. No entanto, a legislação foi atualizada e agora o proprietário do veículo também precisa pedir o Certificado de Registro ao Exército Brasileiro.

Se trata de um procedimento semelhante ao pedido de porte de arma. Esse, chamado CR, dá à pessoa o direito de utilizar um carro blindado e é válido por 3 anos. Se você quiser blindar 5 automóveis no período, não terá que fazê-lo mais de uma vez.

Também é preciso pedir uma autorização prévia ao Detran e passar por uma inspeção de segurança veicular para poder circular.

Qual é o passo a passo para regularizar a blindagem

Como se trata de um processo com muitas etapas, o Detran de São Paulo — cidade com maior número de veículos blindados no país — estabeleceu um passo a passo simples para regularizar a blindagem. Confira os 5 passos:

  1. pedir uma autorização prévia ao Departamento de Trânsito. Cabe ressaltar que é possível solicitar o formulário online, entretanto, sua entrega deve ser feita pessoalmente, em duas vias, junto com cópia de RG e CPF ou CNPJ; nota fiscal do veículo se o carro for 0km e o Certificado de Registro do Veículo (CRV);
  2. solicitar o Certificado de Registro (CR) ao Exército Brasileiro, dando a você a permissão para ter um carro blindado. Será preciso levar certidões negativas de antecedentes criminais;
  3. buscar um estabelecimento para fazer a blindagem, lembrando que a empresa precisa ser devidamente credenciada também pelo Exército;
  4. pedir a Declaração de Blindagem ao Exército;
  5. providenciar o Certificado de Segurança Veicular (CSV), uma vez que o procedimento vai garantir que o veículo permanece seguro mesmo depois da blindagem.

Após reunir toda a documentação acima, com CR e CSV, é preciso voltar o Detran ou Ciretran para adicionar os novos dados à documentação tradicional do carro. Lembrando que a multa para quem não cumprir as regras e trafegar com alguma alteração não regularizada é de 5 pontos na carteira.  

O que fazer para simplificar a atualização de documentos para blindados

Para quem deseja facilitar o procedimento de regularização, é possível procurar um despachante para realizar o processo. Também há possibilidade de utilizar um aplicativo como o do XMultas para facilitar os trâmites.

Por meio da ferramenta, você vai encontrar despachantes e empresas especializadas que facilitam todo o processo de blindagem. Como se trata de um app com opção de localização, você saberá quais os estabelecimentos mais próximos e de confiança para te ajudar.

Com o aumento do interesse por carros à prova de balas, a legislação de trânsito se tornou um pouco mais complexa. Para regularizar os documentos para blindados, é essencial cumprir todas as etapas e evitar dor de cabeça mais tarde.

E se você, está pensando em blindar seu veículo? Então aproveite para conhecer o aplicativo do XMultas! Baixe o app para iOS e Android e agilize todo o processo!

tags: Documentos para blindados, blindagem automotiva


Comentários: