Gestão de multas: o segredo para reduzir custos e melhorar a eficiência operacional de sua frota! - XMultas Blog

Eliminar gastos desnecessários nem sempre é uma tarefa fácil. Quando se trata de uma empresa de frotas, então, o trabalho fica ainda mais complexo diante das exigências burocráticas. Por isso, a gestão de multas se torna indispensável para avaliar de perto as infrações de trânsito que mais prejudicam o setor financeiro.

Com um levantamento de dados online e prático, você pode tomar decisões baseadas em informações atualizadas na hora de melhorar o desempenho do sistema operacional. O segredo está na possibilidade de economizar até 30% em questões recorrentes, como infrações de trânsito, descumprimento de prazos e recursos indevidos.

Ficou interessado? Vamos mostrar tudo o que um gestor de sucesso precisa saber. Acompanhe:

1. Entenda a importância do monitoramento dinâmico das multas de trânsito da frota

Cada veículo que deixa de circular representa um grande prejuízo ao seu negócio. Sendo assim, o monitoramento dinâmico das multas faz toda a diferença para evitar gastos desnecessários. O procedimento começa com a organização do seu tempo para identificar as ações que interferem negativamente no dia a dia de trabalho.

Tenha em mente que as infrações de trânsito podem comprometer de diversas formas o orçamento e a imagem da empresa. O grande segredo está em reconhecer a importância de gerenciar de maneira adequada esse problema com o intuito de preservar a qualidade do serviço, evitar perdas significativas e capacitar motoristas.

Quando se trata de uma frota com muitos funcionários, fica ainda mais complicado monitorar todas as penalidades inseridas no Código de Trânsito Brasileiro. Cada tipo de situação possui regras específicas que precisam de total atenção no registro das informações, especialmente na regulamentação de documentos.

É indispensável ficar sempre alerta com os tipos de fiscalizações. Afinal, um simples erro de digitação ou esquecimento de prazo pode representar um automóvel a menos na estratégia de funcionamento. Na prática, um planejamento detalhado, focado em qualidade, se transforma em um verdadeiro divisor de águas na atividade de um negócio.

2. Conheça os benefícios da gestão de multas

Diante de tantos veículos registrados no nome de sua empresa, gerenciar multas com responsabilidade é fundamental. Para não deixar nada passar em branco e perder dinheiro, apostar em um sistema 100% online agrega valor e segurança às atividades cotidianas.

Além de transformar a maneira como os carros circulam, o recurso tecnológico ainda reduz o número de funcionários que cuidam de tarefas administrativas. Imagine só contar com um sistema que monitora os prazos para recorrer de infrações, auxilia na atualização de documentos, evita gastos desnecessários e avalia as determinações do licenciamento da frota.

Seria a revolução de todo o planejamento do trabalho, não é mesmo? Muitos gestores priorizam contratar motoristas experientes com o intuito de garantir menos problemas na operação. No entanto, essa tática não traz resultados positivos, já que até mesmo os condutores mais disciplinados estão sujeitos a sofrer penalidades.

Convenhamos, a rotina ao volante é uma experiência desafiadora que depende também da forma como as outras pessoas conduzem seus veículos. Como nem todos são cautelosos o tempo inteiro, até os colaboradores mais capacitados podem cometer erros ou esquecer de alguma regra de trânsito.

Não importa qual seja a situação, uma hora ou outra, o responsável pelos veículos da empresa vai precisar resolver infrações. O que realmente faz diferença é a visão administrativa em relação às penalidades. Com base em informações completas, você saberá como lidar com o problema e elaborar soluções padronizadas para a estrutura de sua empresa.

Outro ponto que se destaca como uma das principais vantagens do gerenciamento online é a melhoria da eficiência operacional. Pense em como o preenchimento de um formulário pode ser demorado. Normalmente, os funcionários precisam dedicar mais de um dia apenas para pendências burocráticas.

É praticamente impossível calcular esse reflexo negativo no andamento do trabalho! Por falar em prejuízos, a temida multa NIC costuma comprometer o orçamento. A abreviação se refere a "Não Indicação do Condutor" e acontece quando um carro em nome de pessoa jurídica comete uma infração sem identificar o motorista para a soma dos pontos na CNH.

Após ser lavrada pelo DETRAN, a penalidade adicional terá um valor que corresponde à multa original. E, assim, o pagamento deve ser feito em dois documentos diferentes. Mas o que deixa a questão ainda mais complicada é a recorrência do condutor.

Caso ele repita a violação das regras em um período de 12 meses, os valores da multa podem até ser multiplicados. Esses custos adicionais são decisivos no fechamento das contas e, muitas vezes, indicam falhas na comunicação interna da empresa.

3. Saiba como a gestão de multas ajuda na tomada de decisões

Algumas multas podem ser evitadas com facilidade pelos condutores. Um bom exemplo é a penalidade sofrida por usar o celular ao volante. Esse tipo de irresponsabilidade gera inúmeros problemas e é capaz até de representar o fim de um negócio promissor. Como ficaria a reputação de sua empresa caso um motorista atropele um pedestre por infringir as leis de trânsito?

Essa questão, certamente, representa uma das principais preocupações em uma empresa. Dessa forma, garantir a segurança de todos deve ser prioridade no sistema operacional. Ao contar com o monitoramento tecnológico, você consegue analisar os principais fatores críticos por meio de dados quase que em tempo real, como o local com maior incidência de multas.

Apesar do trabalho de orientação dos gestores, muitos condutores acumulam hábitos nocivos de direção com a intenção de ganhar tempo no transporte. A única maneira de contornar o problema é criar um programa de conscientização sobre a política de qualidade do seu negócio.

O uso correto das informações permite olhar de maneira estratégica para programas educacionais que capacitam os condutores. Para uma ação bem-sucedida, os temas abordados devem ser alinhados conforme a recorrência de infrações leves, médias e graves. Veja aqui algumas violações comuns em frotas de veículos:

  • excesso de velocidade;
  • ultrapassar o sinal vermelho;
  • falta do cinto de segurança;
  • estacionar em local proibido;
  • não respeitar a preferência do pedestre;
  • ultrapassar na contramão;
  • dirigir pelo acostamento.

Claro que não existe milagre para resolver todos esses problemas, porém, ninguém além de você consegue melhorar o desempenho da equipe. Afinal, o trabalho envolve conhecer diretamente os motoristas e suas dificuldades. E é aí que entra o monitoramento dinâmico no processo de gerenciar o comportamento individual dos colaboradores com estímulos certeiros.

A eficiência do levantamento contribui não só com a logística empresarial, mas com a forma como os funcionários se relacionam na escala de hierarquia. Com isso, também se torna mais simples evitar situações decisivas no andamento de uma frota como a apreensão de veículos, Uma das principais dificuldades nesse setor envolve a falta da renovação do licenciamento e o número de pontos na carteira do condutor.

Pode até parecer óbvio, mas nem todas as frotas checam com frequência a situação de cada motorista nos órgãos de trânsito. De fato, o conhecimento das regras funciona como o ponto direcionador dos métodos usados na organização interna. Conheça algumas das infrações que resultam em retenção do automóvel como medida administrativa:

  • dirigir sem habilitação ou com habilitação cassada;
  • entregar a condução do automóvel a motoristas nas condições descritas acima;
  • portar no veículo placas de identificação diferentes das especificações estabelecidas pelo Contran;
  • colocar pedestres em risco;
  • conduzir o carro com equipamentos ou acessórios proibidos;
  • dirigir o veículo sem os documentos de porte obrigatórios;
  • recusar-se a realizar o teste do bafômetro;
  • conduzir o automóvel sem acionar o limpador de para-brisa durante a chuva.

Em algumas dessas situações, o condutor consegue solucionar a falha no local diante do agente de trânsito e seguir viagem. No entanto, o parágrafo nº 2, do artigo 270, do Código de Trânsito Brasileiro permite que o carro seja liberado mesmo quando não existe a possibilidade de resolver a questão imediatamente.

A única exigência é que o condutor esteja regularmente apto a dirigir com todas as condições de segurança em dia. Ainda assim, o Certificado do Licenciamento Anual pode ser recolhido por meio de um recibo com um prazo para normalizar a infração.

Políticas educacionais

Dentro desse contexto preventivo, você deve descobrir os locais com maior incidência de multas para orientar de forma correta os colaboradores no momento de lidar com uma fiscalização. Adequar a visão da frota aos serviços prestados por sua empresa pode ser uma medida que traz muitos benefícios.

Com os dados colhidos pela gestão de multas, defina critérios rigorosos sobre a imagem e o conceito que o negócio deseja transmitir. A política de frotas precisa ser bem estruturada para gerar retorno positivo e estabelecer uma marca. Esse recurso está diretamente relacionado a recorrência dos motoristas em cada infração.

Caso se encaixe com a proposta educacional interna, considere a possibilidade de aplicar punições correspondentes à conduta dos indisciplinados. Antes de definir a melhor medida de conscientização, lembre-se que o objetivo é melhorar o desempenho do condutor e não ameaçar seu cargo.

Apostar em uma estratégia que visa agregar valor ao negócio costuma ser uma ótima solução para o assunto. Propostas educativas devem ser baseadas em aconselhamentos sem pressionar diretamente o motorista. Converse abertamente com um profissional dos Recursos Humanos e monte um cronograma alinhado com um método personalizado.

Para formar o time ideal, o primeiro passo está na capacitação dos colaboradores desde o momento da contratação. Outra maneira interessante de estimular o desempenho é investir em gratificações. Assim, a visão negativa das punições sai de cena com uma oferta atrativa.

A grande vantagem para o gestor consiste em criar uma disputa interna que aumenta a segurança em inúmeros setores. Pense bem: com esse sistema funcionando de forma otimizada, você controla seu tempo e consegue se dedicar ao que realmente traz lucros ao negócio. Se posicionar com decisões imediatas também faz muita diferença na hora de se destacar da concorrência com um trabalho diferenciado.

Por isso, contar com processos rápidos sem perder a qualidade é o ponto alto de uma frota competitiva. O cenário perfeito envolve cumprir prazos com percursos seguros que reduzem a possibilidade de receber novas multas.

4. Veja porque você precisa fazer uma análise de toda a burocracia veicular

Só quem é gestor de diversas áreas de uma empresa sabe a complicação de tratar com eficiência toda a burocracia veicular. Porém, apesar de ser um processo complicado, ela interfere diretamente no método operacional do negócio.

Em meio a tantos aspectos de logística para resolver, você se vê sobrecarregado diante das datas para renovação da CNH, o pagamento de multas, os prazos de licenciamentos e outras obrigações ligadas à documentação dos veículos. E o pior de tudo é que nada disso pode passar despercebido.

Para quem vem de uma época sem internet, pensar em trâmites administrativos é a mesma coisa que enxergar uma imensa pilha de papéis em cima da mesa. Com isso, a automatização dos processos e consulta dinâmica entram em um contexto que vai muito além de facilitar sua visão de trabalho. Mais do que apresentar um registro de dados rigoroso, o recurso estimula uma cultura organizacional dentro da empresa.

Muita gente não se preocupa em preservar um ambiente operacional estruturado. No entanto, saiba que investir em uma gestão dinâmica ajuda a manter o padrão de qualidade em diferentes áreas. Isso acontece por conta do tempo que se perde com um processo de regulamentação desestruturado. Optar por reunir tudo em apenas um sistema impacta desde a agilidade dos pagamentos até a escolha de novos veículos.

5. Entenda porque você vai conseguir reduzir a equipe e a burocracia

Com a análise de questões técnicas em dia, muitos projetos de melhorias deixam de ser engavetados. Pense na quantidade de coisas que podem sair do papel com informações atualizadas em poucos minutos. Diante da possibilidade de ter o controle qualificado da empresa, a comunicação interna se aprimora de forma significativa.

Assim, com mais motoristas apresentando um excelente desempenho, você consegue até enxugar a lista de colaboradores. O melhor de tudo é que o procedimento pode ser feito sem atrapalhar os ganhos positivos, apenas contando com diferenciais na capacitação de motoristas competentes.

Manutenção preventiva

Os dados da plataforma de multas podem ser facilmente compartilhados e auxiliar o desempenho e a segurança do veículo. A possibilidade de avaliar a existência de desajustes no cronograma operacional fortalece a competitividade da empresa, já que o olhar crítico do gestor percebe facilidades evolutivas a todo o momento.

Alguns erros de transporte alcançam vertentes graves, como mau uso dos carros, desperdício de combustível e baixa produtividade. Dessa forma, você precisa investir em capacitação, organização, controle de gastos e mobilização dos colaboradores para superar desafios. E tudo isso está diretamente relacionado à boa administração das etapas burocráticas.

Com tantas opções tecnológicas de logística, negligenciar essa questão atualmente é perder espaço no mercado para os concorrentes. O objetivo envolve centralizar o conteúdo muito além das pendências com infrações. De fato, a palavra de ordem do seu trabalho deve ser prevenção!

Não importa qual seja a situação, um bom gestor precisa saber como preservar seu negócio em diferentes áreas. Claro que em uma rotina atribulada fica muito difícil resolver os problemas, pensar em melhorias e ainda elaborar planos focados em ocupações preventivas.

No entanto, os benefícios de contar com um cronograma especializado em manutenções representa uma grande redução de gastos e de problemas com os condutores. Embora os cuidados pareçam um custo adicional à primeira vista, cada medida se justifica no fortalecimento da estrutura operacional.

Com carros rodando em melhores condições, a empresa aumenta a credibilidade com os clientes, os prazos são cumpridos com dinamismo e a procura por novas demandas se valoriza. Não se esqueça de que todo corte de custos deve fazer parte do planejamento de sua empresa em longo prazo. Assim, aumenta a possibilidade de oferecer preços competitivos no segmento.

Autoanálise de desempenho

Engana-se quem pensa que o comportamento do gestor não interfere no desempenho do serviço. Com a facilidade da análise de dados, você pode avaliar como sua visão do negócio impacta os resultados de todos os setores. Afinal, as principais decisões estão concentradas no perfil da liderança.

Sistemas modernos facilitam muito o trabalho, porém, é preciso uma interpretação competente para saber o que fazer com as informações coletadas. Por esse ângulo, faz todo sentido buscar melhorias pessoais que reverberam em redução de gastos, capacitação dos condutores e gestão de crises em qualquer setor, especialmente os econômicos.

Não se esqueça de que a eliminação de tarefas desnecessárias também funciona como uma excelente forma de apresentar soluções para problemas recorrentes. Veja abaixo três dicas essenciais para aprimorar as competências da função:

Dica 1. Domine todos os processos

Delegar funções costuma ser uma prática muito comum em uma empresa. Porém, nesse momento a famosa expressão “é o olho do dono que engorda o gado” ganha forma e se torna um verdadeiro mandamento.

Por mais que outros setores também tenham conhecimento sobre o fluxo de trabalho, é indispensável que você domine cada etapa com uma visão analítica. O controle operacional focado na experiência de crescimento preserva o foco em resultados positivos e valoriza ainda mais a função.

O ideal é que quando surgir um problema, em qualquer área, o gestor tenha soluções estratégicas baseadas no negócio como um todo priorizando a qualidade do serviço.

Dica 2. Converse com seus condutores

Multas e outros contratempos acontecem em qualquer tipo de empresa. A sua função é buscar a melhor maneira de construir um relacionamento de confiança com base em políticas internas.

O objetivo deve ser transmitir a todos os colaboradores o conceito e as obrigações do negócio de forma geral. Isso ajuda a tornar a marca referência com uma reputação impecável diante de potenciais cliente e fornecedores.

Busque saber também as adversidades que eles enfrentam diariamente. Algumas infrações, por exemplo, poderiam ter sido evitadas caso o motorista tivesse recursos melhores no momento. Com esse cenário, aumentar a autonomia dos colaboradores pode ser uma ótima opção.

A maioria das questões burocráticas se agrava quando tudo precisa de aprovação dos superiores. Os profissionais devem estar aptos no momento de resolver algumas situações e acelerar os procedimentos mais simples.

Mas fique ligado! Para ter um time qualificado em tomar decisões não basta apenas orientar. Foque em cursos de capacitações na própria empresa. Assim, além de ganhar mais autonomia, os condutores também se sentem motivados para realização das tarefas.

Dica 3. Reveja os procedimentos com frequência

O ciclo de trabalho de uma empresa costuma ser muito dinâmico. Dessa forma, rever procedimentos pode ajudar a melhorar a eficiência operacional. Observe de forma crítica tudo o que deixou de funcionar com as atualizações do mercado ou com a mudança de direcionamento dos serviços.

Se questione sobre a validade das estratégias, o percurso dos motoristas e as técnicas de economia. Também é indispensável abordar os impactos negativos no fechamento de contas e os níveis de produtividade da equipe.

Lembre-se que esse tipo de alteração só deve ser realizado por quem conhece tanto a importância da qualidade do resultado quanto à necessidade de inovar.

6. Descubra quando contratar uma empresa especializada em multas

Os serviços oferecidos auxiliam em todas de decisões, eliminam custos desnecessários e melhoram as atividades internas. Muitos processos burocráticos do Código de Trânsito Brasileiro são complexos e exigem tempo para compreender as possibilidades de entrar com recursos específicos.

Com uma frota em ascensão, torna-se essência focar em diferentes pontos de crescimentos. Sem ajuda de um levantamento dinâmico, você não só retarda as melhorias como ainda corre o risco de reduzir a quantidade de automóveis em circulação. Quais são suas expectativas para o futuro do negócio? Saiba que sem a visão tecnológica elas serão reduzidas pela metade!

Ao colocar na ponta do lápis o tempo que você e seus colaboradores levam para lidar com questões burocráticas, a estratégia de funcionamento pode mudar completamente. Acelerar os processos de decisão também representa uma vantagem muito significativa. Quando existe dificuldade em reunir dados atualizados, perde-se muito em competitividade no segmento. Assim, um dos maiores atrativos do sistema de gerenciamento de multas é a criação de um recurso de infração em apenas cinco minutos.

Agora você já sabe como o trabalho da gestão de multas pode reduzir custos e melhorar a eficiência operacional da sua frota. Além de evitar surpresas desagradáveis, contar com um sistema dinâmico também abre um mundo de possibilidades. Com a agilidade dos procedimentos burocráticos, as decisões são tomadas com base em dados inovadores e atualizados.

Gostou das informações deste artigo? Então conheça os nossos planos disponíveis para sua frota!

tags: Gestão de Multas


Comentários: