Lombadas eletrônicas: operação da ViaPaulista começa a fiscalizar as praças de pedágio na SP-255 - XMultas Blog

As lombadas eletrônicas causam uma série de dúvidas no trânsito. Isso porque frequentemente surgem novas regras sobre o dispositivo que pegam os motoristas de surpresa. Esse é, justamente, o caso da operação realizada pela ViaPaulista que passa a fiscalizar as praças de pedágios na SP-255, mais conhecida como Rodovia João Mellão, por meio dos sensores que medem o limite de velocidade.

De fato, o tema se mostra cada vez mais importante, já que só em 2017, a multa por evasão de pedágio cresceu 183% no Estado de São Paulo. Mas se você está por fora das atualizações, não se preocupe! Basta uma leitura rápida para compreender como tudo funciona e usar as boas práticas ao volante na hora de evitar infrações.

Ficou interessado? Vamos esclarecer os questionamentos sobre a operação com lombada eletrônica na SP-255 e todas as suas consequências. Acompanhe:   

Qual o objetivo das operações em relação aos pedágios?

Desde o dia 11 de fevereiro de 2019, a concessionária Arteris ViaPaulista, responsável pela administração da rodovia SP-255, iniciou a operação de lombadas eletrônicas. Seu principal objetivo é aumentar a segurança nas vias e evitar abusos de velocidade dos motoristas.

Os dispositivos fiscalizadores foram instalados em três cabines de cobrança automática de pedágio que começaram a funcionar em 25 de janeiro. Dessa forma, o monitoramento detecta os condutores que ultrapassam o limite de 40 km/h com a intenção de fugir do pagamento das taxas.

Essas mudanças são resultado de um contrato firmado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) junto ao Governo do Estado. Em função disso, torna-se necessário redobrar os cuidados ao passar pelos sensores porque os índices de velocidade do motorista são conectados automaticamente ao centro de fiscalização que avalia irregularidades.

Como fazer os pagamentos em pedágios fiscalizados?

Ao passar por uma via de cobrança automática, o motorista não precisa parar o veículo. O desconto do valor é feito por meio de sistema eletrônico que faz a liberação da passagem (como as tags do ConectCar, Sem Parar, Veloe/Alelo, DBtrans e Move Mais).

Cabe esclarecer que a concessionária Arteris ViaPaulista, responsável por instalar as lombadas eletrônicas, não faz fiscalização ou policiamento. O contrato estipula apenas que a empresa mantenha as boas condições do sistema de controle. A aplicação de multas, nesse caso, está nas mãos do DER (Departamento de Estradas de Rodagem).

Como funciona a multa por evasão de pedágio?

Diante de uma notícia como essa, você deve redobrar os cuidados com a multa por evasão de pedágio. Isso porque, mesmo passando na cancela com cobrança por tag eletrônica, o motorista ainda corre o risco de ser notificado indevidamente, como mostram diversas reclamações na internet sobre o assunto.

O grande problema é que essa infração costuma ser considerada grave e, além do pagamento da taxa de R$ 195,23, ainda existe a soma 5 pontos na CNH. Ou seja, todo esse prejuízo diante de uma falha de fiscalização não pode ficar sem nenhuma atitude.

Para aumentar as chances de anular as infrações, se mostra indispensável recorrer junto aos órgãos de trânsito com argumentos válidos. Desse modo, a dica está em criar o recurso com ajuda da inteligência artificial para ter uma a defesa eficiente em apenas 5 minutos. Tudo com um serviço que dispensa burocracias em um processo personalizado.

Pronto! Agora você já sabe como as lombadas eletrônicas funcionam nessa nova operação da Arteris ViaPaulista na SP-255 — Rodovia João Mellão. O mais importante é se manter sempre alerta sobre as mudanças nas regras de trânsito para reconhecer as multas indevidas e evitar perder dinheiro.

Gostou das informações deste artigo? Então assine nossa Newsletter e fique por dentro de conteúdos exclusivos.

tags: Lombadas eletrônicas, operação da ViaPaulista, SP-255, Rodovia João Mellão


Comentários: