Manual de blitz de trânsito: saiba como se comportar para evitar problemas - XMultas Blog

Você tem receio de ser parado por uma autoridade policial e não saber o que fazer? A situação pode realmente ser intimidadora ou gerar transtornos para sua rotina, como multas ou apreensão do veículo. Saiba que com um breve manual de blitz de trânsito, esse estresse pode ser reduzido.

Essa é uma situação que, cedo ou tarde, todos os motoristas precisam lidar. Por isso, saber a maneira certa de agir evita que o condutor fique muito nervoso durante a ação e saiba o que fazer caso seja vítima do abuso de autoridade.

Pronto para conhecer nosso manual e dominar mais esse aspecto da vida no trânsito? Continue a leitura e confira!

Verifique se a blitz é legal

A ação de blitz, seja para fiscalizar a Lei Seca ou verificar outras irregularidades, têm amparo legal e sinaliza que a autoridade policial está cumprindo uma de suas atribuições, que é prevenir acidentes e mortes no trânsito.

No entanto, o artigo 20 do CTB estabelece que a ação deve ser realizada pela Polícia Rodoviária Federal (nas rodovias) ou Polícia Militar (para atuações em vias urbanas). Os agentes comuns de trânsito podem estar presentes durante a blitz, mas o ato de abordar, revistar e fiscalizar deve ser realizado pela autoridade policial. Dentre os direitos do cidadão durante a abordagem, estão:

  • saber o nome e as credenciais do policial;
  • ser revistado apenas por agentes do mesmo sexo;
  • ter uma testemunha durante todo o procedimento, seja ele de revista do carro ou verificação dos documentos.

Reduza a velocidade e abaixe o vidro

Como esse manual de blitz de trânsito tem como foco demonstrar a postura ideal durante uma ação policial, a primeira medida que recomendamos é que, ao avistá-la, você não tente fugir, realizando alguma manobra perigosa. A atitude pode levantar suspeitas dos agentes e trazer complicações.

Prossiga sua trajetória reduzindo a velocidade e, caso tenha insulfilm de qualquer graduação nos vidros laterais, abaixe o vidro e acenda a luz interna, de maneira que o policial consiga enxergar seu rosto e o interior do veículo. A medida sinaliza intenção de colaborar com o trabalho e de que não existe nada a esconder.

Não toque no policial

A atitude, embora sem intenção, pode demonstrar desrespeito com a autoridade e resultar uma postura mais rígida do policial. Mantenha as mãos sempre em local visível e realize movimentos leves e programados. 

Em geral, faça o que ele pedir — encostar o carro, entregar documentos, sair para a revista e outros — sem precisar tocar nele. O gesto, que a princípio parece amistoso, pode gerar tumulto. Afinal, a polícia está ali para cumprir a lei, não “fazer amizades”.

Apresente os documentos solicitados

Ao ser solicitado, mostre a CNH e o CRLV atualizado do veículo, bem como outros documentos e informações que forem pedidas.

Ao se negar a prestar esses esclarecimentos, você pode ser enquadrado no artigo 68 da Lei de Contravenções Penais, recebendo multa ou mesmo voz de prisão, caso dê informações falsas.

Mantenha uma postura calma e respeitosa

Não discuta com o agente policial, mesmo se encontrar alguma atitude incorreta na blitz de trânsito. Converse com calma e mantenha o respeito, pois você pode responder por desacato, caso contrário.

No geral, o policial costuma agir da mesma forma com o abordado, sendo apenas mais rígido para manter a postura pública do cargo que ocupa. Entretanto, se este agir de forma abusiva ou agressiva, jamais o confronte. 

Procure documentar o que for possível, anotando os dados do agente de polícia e reunindo testemunhas sobre o ocorrido. Com isso em mãos, você pode entrar com uma medida administrativa e judicial e fazer prevalecer seus direitos como cidadão.

Esse foi o nosso manual de blitz de trânsito, feito para conscientizar você sobre seus deveres e direitos ao ser abordado em uma dessas ações programadas. Siga as orientações, mantenha-se sempre bem informado e atenda à legislação. Assim, certamente, você e seu veículo serão liberados rapidamente na próxima ocorrência.

Você já foi parado em alguma blitz? Tem alguma dúvida sobre o assunto? Comente aqui como foi a sua experiência e ajude outros motoristas!

Crédito da Imagem: Pedro França/Agência Senado

tags: Manual de blitz de trânsito


Comentários: