Meia embreagem: aprenda a fazer corretamente e evite sufocos nas subidas! - XMultas Blog

Só quem já passou sufoco em uma ladeira conhece a importância da meia embreagem. Esse recurso faz muita diferença no trânsito, porém, precisa ser feito de maneira eficiente para evitar acidentes e danos ao carro.

Mas não se preocupe! Se você não tem experiência no assunto, saiba que perder o medo de começar é fundamental na hora de ganhar prática. Assim, em pouco tempo, fica mais fácil ter segurança nas decisões ao volante e se tornar um motorista consciente.

Quer saber mais? Vamos tirar todas as suas dúvidas sobre meia embreagem e mostrar como fazer. Acompanhe:

Afinal, o que é a meia embreagem?

A meia embreagem é essencial para que o carro não apague durante uma subida. Mas antes de qualquer coisa, você precisa compreender o funcionamento do sistema de embreagem como ponto de partida na aplicação do recurso.

Tenha em mente que em cada veículo existem dois eixos diferentes que saem do motor e das rodas. Quando são muito discrepantes um do outro, ambos acabam se encontrando no câmbio e a embreagem se desgasta para que o carro engate. 

Sendo assim, o recurso de meia embreagem permite que o motorista deixe o automóvel parado tanto em uma ladeira quanto em uma reta. Em situações desse tipo, a prática acaba se tornando natural já que é preciso pisar no freio para segurar o carro e na embreagem para impedir que o motor apague com a primeira engatada.

Qual sua importância para o motorista?

Fazer a meia embreagem de maneira eficiente é fundamental para garantir a boa convivência no trânsito e evitar acidentes. Quando o motorista ainda não tem muita experiência ou está desconcentrado, pode acabar movimentando o pé do acelerador e deixar o veículo morrer pela queda da rotação.

Nesse momento, é comum que o condutor fique envergonhado na via, mas o grande problema está nos danos causados ao carro. Deixar o automóvel morrer com frequência desgasta o sistema interno por forçar os freios de forma inesperada e aumenta as chances de precisar de reboque sem nenhum aviso prévio.

  

Como encontrar o ponto certo?

Essa é uma dúvida muito comum entre os motoristas que sofrem na hora de identificar o ponto certo. Para evitar problemas na subida, mesmo com o trânsito intenso, você pode escolher entre fazer o controle de embreagem usando o freio de mão ou os pedais. 

Freio de mão

Quando o motorista está parado em uma ladeira, é comum que fique com um pé no freio, outro na embreagem e a marcha na primeira. No momento de sair, basta abaixar o freio de mão ao mesmo tempo em que aciona o acelerador e tira o pé da embreagem.

Pedais

Se o carro estiver parado na subida e os pés na embreagem e no freio, coloque na primeira marcha. Em seguida, solte a embreagem devagar até sentir o veículo dar uma leve trepidação. A partir disso, mantenha esse pé parado e solte o freio tranquilamente.

Se começar a descer, pise no freio mais uma vez e solte um pouco a embreagem. Com o carro parado, acelere aos poucos para que o motor ganhe força e solte a embreagem devagar em uma arrancada suave. 

Meia embreagem danifica o veículo?

Existe uma série de mitos em torno do assunto e isso faz com que os motoristas fiquem com medo de usar a meia embreagem. De fato, esse tipo de "manobra" acelera o desgaste das peças do veículo quando usada em excesso.

O motivo é que a sobrecarga no aumento do giro do motor acaba provocando a troca da embreagem muito antes do tempo indicado pelo fabricante. Assim, torna-se essencial ter consciência de usar o recurso somente em situações de necessidade.

Pronto! Agora você já sabe como fazer a meia embreagem sem passar sufoco. O mais importante é ter cautela, especialmente, nas primeiras tentativas para garantir a segurança de todos e evitar problemas com infrações de trânsito.

Gostou das informações deste artigo? Então compartilhe em suas redes sociais para que seus amigos também aprendam sobre a meia embreagem.

tags: Meia embreagem


Comentários: