Motoboy: 5 dicas de como ser um bom profissional (e aumentar a sua renda) - XMultas Blog

Se você trabalha como motoboy, provavelmente encontra desafios para ter uma boa lucratividade todos os meses e proteger-se de acidentes. Certamente também tem dúvidas sobre o correto cumprimento de leis e normas.

Pensando no profissional que é fundamental para conectar pessoas, negócios e mercadorias, preparamos este post. A seguir, vamos explicar pequenas ações que são necessárias para aqueles que desejam se destacar em seu trabalho. Acompanhe!

 

1. Conquiste seus clientes

A maioria das pessoas preza muito pela qualidade na prestação de serviços de entrega, especialmente hoje em dia, com a popularização das compras online. Por isso, o profissional que é cuidadoso com a mercadoria será lembrado positivamente para novos trabalhos.

Também é imprescindível ser responsável e confiável, certificando-se pessoalmente que a encomenda seja recebida pela pessoa certa, no dia e local combinados. Uma dose de gentileza é outro fator que agrega valor a seu trabalho, pois transmite boa educação e profissionalismo, qualidades essenciais para quem lida com dezenas de pessoas todos os dias.

 

2. Seja pontual

É muito importante ser pontual em suas entregas, porém, não basta chegar na hora correta custe o que custar: é preciso ter sempre bom planejamento de seus horários. Especialmente quando for fazer um trajeto mais longe, programe-se para sair cedo. Assim, você evita correr demais, o que nem sempre significa chegar na hora certa.

Ser atento a horários e prazos lhe contará muitos pontos positivos, tanto com seus empregadores quanto com quem recebe a mercadoria; principalmente se você trabalha com o transporte de produtos sensíveis ou perecíveis, como alimentos.

 

3. Conduza com segurança

Embora seus clientes e empregadores não possam vê-lo no trânsito, eles verão os resultados: se você conduz com segurança, dificilmente sofrerá acidentes ou a empresa receberá reclamações a seu respeito.

Evite trafegar em corredores, mantendo-se nas faixas, assim como os carros, o máximo possível. Motociclistas podem usar corredores para ultrapassagem quando as condições forem seguras, mas devem estar atentos a colisões, inclusive com outras motos.

Sempre verifique seus retrovisores, faróis e outros equipamentos básicos de segurança. Use capacetes em bom estado e vestimenta adequada, como calças grossas, sapatos fechados e blusões ou jaquetas. Eles o protegerão de escoriações em caso de acidentes, e ajudarão a minimizar o impacto de outros ferimentos.

Quando estiver chovendo muito, pare sob um local coberto e espere. Afinal, mesmo que a pontualidade seja muito importante, neste caso é melhor atrasar do que arriscar tanto sua vida quanto a mercadoria do cliente.

Jamais conduza pelo acostamento em estradas, ou em calçadas nas vias urbanas. Além das calçadas serem mais irregulares que o asfalto e aumentarem a probabilidade de você sofrer uma queda, isto prejudica o espaço do pedestre e o coloca em sério risco de atropelamento.

Respeite o sinal vermelho. É muito comum ver motoqueiros cruzando o sinal já aberto para o outro sentido do fluxo, o que é uma das principais causas de acidentes graves dentro da cidade.

Não conduza na contramão ou realize conversões proibidas, só porque você está com pressa. A maioria das outras pessoas também está com pressa. Por isso, saia mais cedo de casa e pense na segurança de todas as outras pessoas que compõem o trânsito.

Se você trabalha de forma independente, ou seja, não é vinculado a nenhuma empresa, contrate um seguro. Caso algum problema aconteça, você evitará um enorme prejuízo e gastos inesperados em custos médicos e conserto de seu veículo. A maioria das empresas contrata seguro veicular, mas é importante informar-se.

 

4. Modernize-se

Para aumentar seu volume de trabalho, e, consequentemente, sua renda, é preciso estar sempre atento às novidades. Hoje em dia existem aplicativos que lhe permitem trabalhar por demanda, sem vínculo exclusivo, e nos horários em que você estiver disponível. Alguns deles são:

  • Loggi: trabalha com entrega expressa de encomendas variadas;
  • Rappi: sua proposta é entregar literalmente qualquer coisa em 35 minutos, incluindo compras, refeições, medicamentos etc;
  • Ubereats: serviço de delivery de alimentos que se destaca por entregar mais longe que seus concorrentes de segmento.

Para trabalhar com a maioria destas plataformas, basta fazer um cadastro e aguardar ser aprovado. Estes e outros serviços cobram uma porcentagem fixa sobre cada trabalho realizado, o que é vantajoso, pois evita pagar uma taxa mensal que acaba sendo maior que seus rendimentos.

Usando ou não aplicativos, esteja sempre com seu celular disponível para receber pedidos ou orientações; como é perigoso atender o telefone no trânsito, usar apps de troca de mensagens é essencial.

 

5. Siga as regras do CONTRAN

Os motoqueiros e motoboys correspondem à maioria das mortes em acidentes de trânsito nas grandes cidades. Por isso, nos últimos meses, procurando aumentar a segurança dos motoqueiros que fazem transporte de cargas e pessoas, o CONTRAN instituiu um curso de 30 horas para motoboys e moto-taxistas.

Ele servirá para capacitar melhor o profissional que trabalha sobre duas rodas, orientando-o sobre como aumentar seus cuidados para evitar se envolver em acidentes.

Com a conclusão do curso, o motoqueiro deverá tirar uma segunda via da habilitação, na qual constará sua identificação como motofretista. Outro fator de identificação será no emplacamento da moto, que passa a ser vermelho.

Além disso, também foram instituídos novos itens de segurança obrigatórios, no sentido de tornar o motoqueiro mais visível durante a noite. São eles o colete com elemento refletor, e o baú envelopado, também em material refletor.

Todas estas exigências são dispostas por Lei Federal, ou seja, se aplicam em qualquer local do Brasil. Aqueles que estiverem circulando sem atender a estas novas leis serão considerados irregulares e, se parados em blitz, poderão pagar multa de R$200 e ter a moto apreendida para regularização.

Além dessa nova legislação, continue atento às leis que já existiam anteriormente, como uso do capacete, não conduzir usando chinelos ou com as luzes da moto queimadas, andar sempre com os documentos da moto, etc.

Ao seguir nossas dicas, você poderá aumentar sua renda, evitar ser multado e, principalmente, tornar o trânsito um ambiente mais seguro para todos. Se você gostou de nosso post sobre como se aprimorar como motoboy, siga o XMultas nas redes sociais e confira mais informações úteis como essas! Estamos no Facebook, Twitter e Instagram!

tags: motoboy, dicas, renda, trânsito, xmultas


Comentários: