Multa por buzinar: saiba quando ocorre a infração e como fazer o recurso - XMultas Blog

A multa por buzinar indevidamente desperta muitas dúvidas entre os motoristas. Isso porque acionar o dispositivo faz parte da rotina ao volante e esse tipo de infração costuma ser pouco divulgada. Assim, para evitar surpresas negativas por descuido ou desconhecimento, a melhor alternativa é buscar informações detalhadas sobre o assunto.

Claro que mesmo após ficar por dentro das regras, acionar o sinal sonoro pode continuar sendo uma reação automática em decorrência do hábito. Em função disso, você precisa se policiar constantemente com a intenção de preservar o bolso sem deixar de lado as boas práticas no trânsito e a educação como condutor.

Quer saber mais? Vamos mostrar quando buzinar se torna infração e dicas de como usar o recurso corretamente. Acompanhe:

Quando buzinar se torna infração de trânsito?

Engana-se quem pensa que a buzina pode ser usada conforme o desejo do motorista. Nada disso! De acordo com as regras da legislação de trânsito, existe um limite aceitável de barulho e, em alguns casos, acionar o dispositivo sem necessidade configura como uso indevido. Por exemplo, todo mundo já presenciou uma infinidade de pessoas buzinando em sinfonia para tentar acelerar o engarrafamento.

Saiba que esse tipo de impaciência serve apenas como uma maneira de incomodar os outros condutores e é considerado infração leve. Além do pagamento de taxa no valor R$ 88,38, a multa ainda resulta na soma de 3 pontos na CNH. Veja, abaixo, outras práticas ao volante que geram penalidades. Acompanhe:

  • buzinar em locais proibidos pela sinalização, como áreas hospitalares;
  • buzinar entre 22h e 6h;
  • acionar o dispositivo em situações que fujam da necessidade habitual;
  • exceder os padrões de frequências estabelecidos pelo CONTRAN.

Quando usar a buzina corretamente?

Diante de tantas restrições, você, certamente, ficou preocupado em usar a buzina, não é mesmo? Mas calma! Existem momentos certos para apertar o dispositivo sem correr nenhum risco com a fiscalização.

O grande segredo está em reconhecer que o sinal sonoro tem como função chamar a atenção de outros motoristas e pedestres em situações perigosas ou quando eles demoram a reagir às solicitações no trânsito. Porém, lembre-se que, mesmo em horas adequadas, o toque deve ser sempre breve em cruzamentos, ao dar preferência ou em casos de carros parados no semáforo aberto.

Outra dica importante envolve se manter alerta com a buzina em estradas fora da zona urbana. Afinal de contas, essa é uma maneira de avisar os outros condutores que você deseja ultrapassar ou se manter seguro diante dos pedidos de passagem na traseira.

Multa por buzina indevidamente cabe recurso?

A primeira coisa que você deve saber, em uma situação como essa, é que todas as multas cabem recursos — inclusive quando o condutor não considera a infração injusta. A razão disso está na própria legislação de trânsito que possui vários pontos com interpretação dúbia e tende a funcionar a favor do motorista.

Por isso, nunca deixe uma penalidade passar em branco. Apresentar uma defesa diante dos órgãos competentes é um direito que precisa ser usado, já que as chances de conseguir um retorno positivo são bastante altas — aproximadamente 40%.

Tenha em mente que o melhor caminho para apresentar uma defesa com bons argumentos é contar com a ajuda de uma plataforma online que cria o recurso em apenas 5 minutos de maneira personalizada. Logo, fica mais simples não perder os prazos e ainda economizar bastante.

Pronto! Agora você já sabe como funciona a multa por buzinar indevidamente. Outra questão que deve ser levada em consideração é que o barulho em excesso no trânsito causa estresse e aumenta os acidentes nas vias. Diante disso, além de pesar no bolso do motorista, o uso indevido do sinal sonoro também se torna um risco a segurança.

Gostou das informações deste artigo? Compreendeu a importância de se defender de multas? Então faça agora mesmo seu recurso personalizado no XMultas.

tags: Multa por buzinar


Comentários: