Por que não se deve dirigir embriagado? Veja 5 motivos - XMultas Blog

A embriaguez ao volante é um tema constantemente abordado por campanhas nos meios de comunicação, além dos esforços legislativos para diminuir as ocorrências, prevendo punições mais duras para os infratores por meio da Lei Seca.

Contudo, muitos não entendem por que não se deve dirigir embriagado, fazendo com que as notícias sobre acidentes causados pela conduta ainda sejam constantes. Para esclarecer o assunto, preparamos este post com 5 motivos pelos quais não se deve beber e dirigir. Acompanhe!

 

1. É uma atitude ilegal

A embriaguez ao volante é conduta ilegal prevista pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) no art. 306, nos casos em que a concentração for igual ou superior a 0,06 ml de álcool por litro de sangue ou 0,3 mg de álcool por litro de ar alveolar.

Esse crime é punível com detenção de 6 meses a 3 anos, além de multa e suspensão ou proibição de se obter permissão ou habilitação para dirigir. Nesses casos, o motorista será preso e poderá ser solto sob fiança estabelecida pelo delegado, em valor entre um e cem salários mínimos, conforme o art. 325 do Código de Processo Penal.

É importante ressaltar que é necessária a realização de testes para constatar a concentração de álcool, por isso, caso o motorista não se submeta aos exames, ou o resultado seja inferior, não responderá penalmente.

 

2. Gera multa e suspensão da CNH

Dirigir alcoolizado é uma infração gravíssima, conforme art. 165 do CTB, e é punível com multa de 10 vezes o valor previsto para outras infrações dessa gravidade — R$ 293,47, conforme art. 258 —, totalizando R$ 2.934,70 atualmente.

Ainda, o motorista terá suspenso o direito de dirigir por 12 meses. Como medida administrativa, também é feito o recolhimento da CNH do motorista e a retenção do veículo, caso não tenha outro motorista no local em condições adequadas para conduzi-lo. Nos casos de reincidência no período de até 12 meses, é ainda pior: a multa será aplicada em dobro.

Também é importante ressaltar que se negar a fazer qualquer procedimento que permita certificar a embriaguez também é infração gravíssima, punível com a suspensão do direito de dirigir por 12 meses e multa de 10 vezes o valor normal, conforme art. 165-A do CTB.

 

3. Ocasiona perda dos reflexos e afeta a visão

O álcool tem diversos efeitos no corpo, como a perda de reflexos, alteração da visão, além de prejudicar a atenção e percepção do motorista, a capacidade de raciocínio, dentre outras consequências.

Com isso, o tempo de reação do motorista em relação a imprevistos para evitar acidentes passa a ser mais devagar, diminuindo as possibilidades de evitar a ocorrência.

Ainda, com as demais alterações no corpo, a própria percepção da estrada e capacidade de direção ficam prejudicados, aumentando as chances de o motorista cometer erros que causem um acidente de trânsito.

 

4. Aumenta os riscos de vida

O aumento das chances de acidentes causados pelo álcool, explicados no tópico anterior, colocam em risco a vida do condutor, dos passageiros e de outras pessoas que estejam próximas ao veículo.

Infelizmente, além dos danos materiais, os acidentes podem causar lesões corporais e morte, fazendo com que o motorista tenha que conviver com as consequências psicológicas e materiais dos problemas causados, além de poder responder criminalmente pelos danos físicos ou pela morte ocasionada.

 

5. Causa prejuízo social

Além da ilegalidade, dos riscos e das penalidades ao motorista, é importante frisar também os prejuízos sociais causados por essa conduta.

Os danos causados afetam diversos setores: hospitais, na utilização de recursos e leitos; forças policiais para o atendimento das ocorrências; corpo de bombeiros e serviços de emergência para socorro; custas judiciais e legais do processo, entre outros.

Como consequência, toda a sociedade sofre os reflexos dos danos causados pela combinação de bebida e direção.

E então, gostou deste post? Agora que você já sabe por que não se deve dirigir embriagado, compartilhe nas suas redes sociais para que seus amigos também saibam.

tags: lei-seca, bafometro, multas, xmultas


Comentários: