Saiba agora mesmo como fazer o primeiro emplacamento do seu carro novo! - XMultas Blog

Quanta alegria! Foram meses — ou até anos — de esforços e economia para que esse momento chegasse. A procura pelo carro dos sonhos teve fim e é hora de pegar a chave do seu 0km na concessionária. Mas, atenção! O próximo passo requer um pouco de paciência e burocracia: é a hora de fazer o primeiro emplacamento.

Quem compra um veículo fica em dúvida sobre como seguir corretamente o Código de Trânsito após recebê-lo. O regulamento afirma que só é permitido circular sem identificação no trajeto entre a loja e o posto de emplacamento, no prazo de até 15 dias de emissão da nota fiscal.

Veja, a seguir, como efetuar esse processo de forma prática e segura e coloque o pé na estrada com tranquilidade!

Exigências para realizar o primeiro emplacamento

É preciso agir com antecedência para atender aos requisitos do Detran e evitar transtornos, sobre a autuação de multas e pontos na carteira, por transitar sem identificação. Algumas condições são obrigatórias para o emplacamento, como residir no mesmo município da Unidade de Trânsito que efetuará a transação.

Outro requisito está relacionado à nota fiscal. O Detran determina que o comprovante deve ser emitido no prazo de 30 dias da solicitação. Porém, como o CTB autoriza o trajeto até o local de emplacamento dentro de 15 dias, é recomendável realizar o procedimento dentro deste prazo menor.

A solicitação pode ser realizada pelo motorista proprietário, procurador ou parente próximo, lembrando que veículos registrados em nome de empresa devem ser registrados por seu representante legal.

Documentos requeridos na solicitação

A lista de comprovantes e formulários exigidos pelos Detrans é um pouco extensa, variando conforme o tipo e finalidade do veículo. Caminhões ou veículos para uso comercial, carros blindados, importados ou de aprendizagem são alguns exemplos que exigem particularidades.

No geral, para requerer o emplacamento de veículos de passeio nacionais, são exigidos os seguintes documentos, nas versões originais e cópias de cada um:

  • CPF e documento de identificação com foto;
  • comprovante de residência com data inferior a 3 meses;
  • decalque do chassi;
  • nota fiscal da fábrica e do revendedor;
  • formulário do Renavam preenchido em 2 vias;
  • contrato assinado — caso o veículo tenha sido financiado;
  • procuração e documentos pessoais do representante (se for o caso).

Caso a aquisição seja para compor uma frota de veículos, é preciso também apresentar o contrato social, cartão do CNPJ da empresa e documentos de seu representante legal.

Custos e taxas do serviço

Estima-se que o valor gasto para a regularização e emplacamento de um carro 0 km gire em torno de R$ 1.200,00, sem contar as custas de um despachante. A quantia pode variar de acordo com o modelo do veículo e o Estado onde a pessoa vive.

Ao se comprar um zero km esses custos devem ser considerados, pois o proprietário precisará do dinheiro à vista para dar entrada na papelada. Isso porque, para poder circular com o veículo devidamente identificado, é preciso quitar as seguintes taxas e impostos:

  • taxa de primeiro registro do veículo no Estado;
  • taxa de lacração;
  • IPVA;
  • seguro obrigatório — DPVAT;
  • taxa de escolha da placa (opcional).

Esse último serviço é desconhecido por boa parte da população. Com o pagamento dessa tarifa, é possível escolher a combinação de letras e números da placa. O valor é de cerca de R$ 100,00, sendo necessária a consulta ao Detran estadual para verificar a disponibilidade na sua localização.

Etapas para realizar o primeiro emplacamento

Agora que você já tem conhecimento das exigências, documentos requeridos e custas para regularização do veículo, conheça o passo a passo completo para emplacamento do seu carro novo.

Antes de qualquer coisa, tome ciência de que o processo pode ser lento e pouco amigável para o cidadão, já que a estrutura dos departamentos de trânsito foi criada para dar preferência a despachantes ou outros profissionais, familiarizados a altas doses burocráticas.

Pague a taxa de lacração

Compareça ao Detran para averiguar o código correto da taxa de lacração de seu veículo e retirar o formulário do Renavam. Informe esse número na agência bancária, localizada dentro da unidade de trânsito, e efetue o pagamento do encargo.

Faça o levantamento do IPVA e DPVAT

Retorne ao departamento de trânsito e, no setor DPVAT/IPVA, levante o valor correto para pagamento do imposto e do seguro obrigatório, de acordo como o ano e modelo de seu veículo. Volte ao banco com as guias para pagamento de ambos e, uma vez preenchido o formulário Renavam, recolha também a taxa de registro do veículo para emissão do CRV.

Compareça ao setor de prontuário de veículos

Somente agora você dará entrada no processo oficialmente. Apresente os originais e cópias dos documentos listados no tópico anterior, com os comprovantes de quitação das taxas. A unidade de trânsito agendará a data e informará o local para realizar vistoria e emplacamento do carro.

Realize o emplacamento

Na data preestabelecida, volte ao Detran para retirar a documentação e apresentá-la ao setor de lacração de veículos do seu município. Após esse último estágio, o automóvel estará legalizado e pronto para rodar.

Dicas para facilitar o processo

Como você deve ter percebido, o trâmite do primeiro emplacamento não é nada prático e pode tomar tempo da vida do proprietário. É por isso que, embora eleve um pouco os custos, muitos optam por contratar o serviço de um despachante.

Com a ajuda do profissional, o processo pode ser iniciado antes mesmo da liberação do veículo pela concessionária. Ele resolverá todas as etapas diretamente com o Detran e você precisará apenas levar o veículo até o posto de emplacamento.

Outra medida que trará praticidade e segurança para sua aquisição é contratar um seguro contra furto, roubo e danos a terceiros, antes da entrega da chave. Para cotar os melhores despachantes para fazer o primeiro emplacamento, corretores e gerenciar a situação do seu veículo em tempo real, utilize um aplicativo de controle veicular de sua confiança.

Com a instalação desse serviço de monitoramento no seu celular, você recebe dicas e contrata diversos serviços automotivos, consulta multas e pontos na carteira de habilitação, além de gerar recursos de multas em poucos minutos.

Adquirir um veículo zero se torna um marco na vida de todo motorista. No entanto, o processo de primeiro emplacamento pode ser um pouco complexo e demorado quando o cidadão decide fazê-lo sem ter pleno conhecimento. Siga corretamente o indicado para evitar surpresas e viagens perdidas ao Detran.

Esperamos que este conteúdo contribua para sua formação como condutor e o ajude na concretização desse sonho, conhecendo os passos dados pelo despachante ou caso opte por solicitar a placa por conta própria.

Agora que já sabe como regularizar seu carro zero, baixe o aplicativo do XMultas em Iphone ou Android para ter controle total sobre seu veículo e CNH e encontre os melhores despachantes ou empresas para realizar o primeiro emplacamento!

tags: Primeiro emplacamento


Comentários: