8 sinais de que você tem problemas com multas na empresa - XMultas Blog

Os problemas com multas representam uma série de descuidos em sua empresa. De fato, a correria da rotina de trabalho pode impedir que o gestor compreenda a necessidade de investir em monitoramento. Esse cenário negativo junto aos órgãos de trânsito reflete no desempenho da frota e exige mudanças imediatas.

A principal medida está em identificar os erros administrativos para criar uma nova visão estratégica. Saiba que estudar as dificuldades do negócio e dos colaboradores é um verdadeiro divisor de águas na hora de melhorar o próprio desempenho com foco em reduzir custos.

Quer saber mais? Vamos mostrar 8 sinais de que você tem problemas com débitos ocasionados pelas infrações de trânsito. Acompanhe:

1. Você não faz um acompanhamento das multas

Deixar de acompanhar as infrações cometidas pelos condutores é o primeiro passo para afundar sua empresa em dívidas. Sem uma tabela organizada junto aos órgãos de trânsito, se torna bastante complicado calcular os valores gastos com multas e se preparar adequadamente na hora de realizar os pagamentos no prazo.

Esse tipo de negligência do gestor compromete até mesmo a circulação dos veículos, já que o acúmulo de débitos pode causar apreensão pela falta da renovação anual. Outra questão grave está em manter condutores descuidados dentro do seu negócio. Afinal, sem compreender as multas recebidas, se torna impossível mensurar a qualidade do desempenho interno.

2. Sua empresa toma multas NIC 

A multa NIC (Não Indicação do Condutor) se transforma em uma verdadeira bola de neve na frota comercial. Esse tipo de infração exige que você tenha atenção especial por se tratar de uma penalidade referente a pessoa jurídica. Em resumo, a multa é aplicada quando a empresa recebe a notificação e deixa de apresentar o motorista que estava ao volante no momento da autuação.

A primeira cobrança é referente a infração cometida pelo funcionário e, logo depois, existe o acréscimo da NIC com a quantia equivalente a penalidade original. Caso o infrator cometa novamente a mesma violação, existe ainda o fator multiplicador que tende a comprometer ainda mais o seu sistema financeiro.

3. Seus gastos com multas estão fora de controle

Sem um controle de gastos com multas, certamente, você não consegue aumentar a margem de lucros da empresa. Em consequência disso, a perspectiva de crescimento fica profundamente abalada por reduzir a quantidade de investimentos em projetos futuros.

Como as notificações de trânsito costumam chegar separadamente, a gravidade do problema pode ser mascarada diante do seu excesso de afazeres como gestor. Assim, no final do mês, as contas não batem, justamente, pelo alto custo destinado ao órgão de trânsito com penalidades que poderiam ser facilmente evitadas.

Se você colocar na ponta do lápis todos esses pagamentos, vai notar que violações relacionadas ao comportamento do condutor, como falar ao celular enquanto dirige, são extremamente pesadas e podem ser reduzidas apenas com uma mudança de postura no processo de gerenciamento.

4. Você não acompanha a CNH dos condutores

Manter a documentação dos condutores em dia é essencial para garantir um serviço de qualidade. O acúmulo de pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) pode suspender o direito de dirigir dos motoristas. Por isso, quando você deixa de monitorar à pontuação diante das infrações cometidas, fica mais fácil identificar os primeiros sinais de problemas.

Receber a notícia de que uma entrega importante deixou de ser realizada porque um funcionário foi apreendido por um agente é um prejuízo incalculável, não é mesmo? E isso acontece, exatamente, por falta de informação sobre o assunto. Gestores que trabalham no escuro perdem dinheiro e, muitas vezes, prejudicam a relação com os clientes por deficiência no controle interno.

5. A imagem da sua empresa está comprometida por erros dos motoristas

Pode até não parecer à primeira vista, mas o comportamento dos condutores no trânsito interfere diretamente na imagem do seu negócio. Quando ocorre um acidente com um veículo corporativo, automaticamente, o gestor e sua empresa perdem credibilidade diante dos clientes, do público e da sociedade.

Lembre-se que dirigir é uma atividade dinâmica repleta de riscos. Sem o cuidado estratégico nesse setor, o trabalho administrativo pode ficar conhecido como displicente na fiscalização dos funcionários descuidados. Sendo assim, você precisa se reorganizar e dar ênfase na conscientização sobre a importância de preservar a segurança.

6. Você perde prazos para recursos

Ao receber a notificação da multa, é preciso ter atenção com o prazo estipulado pelo órgão de trânsito para apresentar o recurso. Quando essa etapa deixa de ser respeitada, você paga o valor referente à penalidade cometida e aceita a soma dos pontos na habilitação dos condutores.

Caso o infrator decida recorrer, as chances de receber um parecer positivo são altas. Assim sendo, em uma frota com a burocracia veicular em dia, a redução de gastos começa pela anulação de penalidades.

E não pense que esse tipo de recurso só cabe quando o condutor foi autuado injustamente. Existem diversas dualidades na legislação que permitem encontrar argumentos favoráveis, como em casos de radar não visível ao motorista ou com a inspeção do INMETRO fora de validade.

7. Sua empresa paga juros nas multas

Se a maior parte dos pagamentos da empresa vai para as multas de trânsito, fica simples identificar os erros do planejamento. Quando você quita o débito com atraso, a cobrança de juros se transforma em um custo inesperado no caixa mensal.

Acontece que essa taxa adicional em uma frota significa problemas tanto nas decisões do gestor quanto na conduta dos motoristas. O melhor caminho, nesse caso, é ligar o alerta vermelho e refletir sobre as consequências da desatenção nos outros setores do negócio.

Quando as infrações exigem maior repasse de valores, inevitavelmente, o reflexo será sentido em diversas frentes igualmente importantes. Em pouco tempo, pode faltar recursos até para os procedimentos básicos, como manutenção ou abastecimento dos veículos.

8. Você ignora a tecnologia nos problemas com multas

Hoje em dia, com o universo corporativo cada vez mais otimizado, se torna impossível administrar uma empresa de sucesso sem ajuda tecnológica. Por mais que a intenção seja sempre reduzir custos, ao ignorar a necessidade dos sistemas digitais você perde espaço no mercado.

Para reverter o problema com as infrações de trânsito, a solução está em contratar uma plataforma de gestão de multas e documentos que facilita todo o processo administrativo da burocracia veicular. A partir de um calendário único e monitoramento dinâmico, você reúne as informações em um só lugar para manter as pendências sempre atualizadas.

Pronto! Agora você já conhece os principais problemas com multas na administração de sua empresa. Ao contratar um serviço de monitoramento dinâmico, aumentam as chances de investir o dinheiro do caixa em projetos de crescimento interno. Em função disso, a valorização da segurança dos motoristas surge como consequência direta da redução de gastos desnecessários.

Compreendeu a importância de monitorar a burocracia veicular? Então, contrate um dos planos do XMultas para garantir a eficiência operacional de sua frota.

tags: Problemas com multas


Comentários: